Arte como estratégia inclusiva na Escola Estadual Visconde de Caeté

03/12/2015

Cores, formas, traços, texturas… A arte e os trabalhos manuais podem influenciar o aprimoramento das habilidades cognitivas, motoras e estimular a criatividade em qualquer fase da vida humana. E isso tem sido utilizado na Escola Estadual Visconde de Caeté, em Esmeraldas, como estratégia para o desenvolvimento de alunos da educação especial do município.

Atuando há dois anos na sala de recursos da escola, a professora Belquis Teixeira de Melo Diniz atende 14 jovens, dos 7 aos 16 anos de idade, portadores de diferentes graus de dificuldades psicomotoras. Além de jogos pedagógicos que complementam a aprendizagem, a docente usa criatividade e carinho para ensinar aos estudantes técnicas artesanais variadas. O trabalho é feito no contraturno escolar e rende produtos que encantam pais, professores e, claro, seus próprios criadores: os alunos. “Atividades deste tipo são essenciais para que os jovens com necessidades especiais não se sintam excluídos, e os demais os vejam com normalidade”, explica a professora.

Foto: Gabriel de Almeida Portes

Educação pela arte

Cada aluno atendido tem um plano pedagógico exclusivo, com as atividades que deve desenvolver e o tempo estimado para ocupação da sala de recursos. O planejamento das propostas de trabalho também observa as limitações e o potencial de cada estudante. Para Belquis, a arte na educação inclusiva deve propiciar um ambiente multiplicador de aprendizagens, aguçando a vontade de aprender através daquilo que gera prazer.

“Todo o processo de criação e montagem das peças artesanais proporciona ganhos em termos de aprendizagem e desenvolvimento pessoal. A atuação coletiva, quando possível, favorece a socialização e promove o espírito cooperativo. A transmissão das técnicas de trabalho desenvolve a atenção, a concentração e a coordenação motora fina. O contato com o produto pronto melhora a autoestima e a autoconfiança dos alunos”, destaca a docente.

Foto: Gabriel de Almeida Portes

Polo de inclusão

Nos últimos 20 anos, o Brasil tem vivenciado o fortalecimento da inclusão escolar como organizadora das metas para a escolarização das pessoas com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Entretanto, este processo ainda não atingiu a totalidade das instituições de ensino, o que transforma escolas como a Visconde de Caeté em verdadeiros polos inclusivos.

“Vários dos nossos alunos da educação especial vêm de longe para participarem das aulas na sala de recursos. E quando se trata de alunos especiais, é necessário que o educador se supere, buscando meios que atendam cada perfil. Para isso, nos valemos dos cursos e capacitações que dão embasamento teórico e prático para o exercício da educação especial. Mas também é preciso criatividade, um pouco de improviso e muito amor à educação”, comenta Belquis, que já planeja a realização dos trabalhos de arte inspirados na temática do Natal.

“Uma das maiores conquistas da escola nos últimos seis anos foi a inclusão. Mudar a rotina da instituição para atender, e atender bem, às diferenças é muito gratificante”, afirma com orgulho Lucinéa Maria Silva Leroy, diretora da escola.

Com colaboração de Andreia Mendes Lemos

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 10:51

3 Comentários »

  1. Parabéns. Temos como educadores a responsabilidade de educar para a vida. Todos, sem distinção.

    Comment by Felipe Mello — 07/12/2015 @ 08:08

  2. Olá, parabéns pelo projeto. Integrar pessoas com necessidades especiais e de forma lúdica, isso é muito bom! Todo ganham com iniciativas como essas.

    Comment by Paulo Siqueira — 07/12/2015 @ 11:05

  3. Parabens pelo trabalho realizado nessa escola. E peço ajuda com mais informação para começar esse trabalho aqui em nosso município.

    Obrigada.

    Comment by Marcelina — 08/02/2016 @ 09:00

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades