Passaporte da Virada: E.E. Profa.Geralda Eugênia da Silva começa o ano planejando guinada pela qualidade

18/02/2016

Uma ação coletiva em favor de uma guinada pela qualidade da educação é a aposta da E.E. Professora Geralda Eugênia da Silva, localizada no município de São Joaquim de Bicas, Região Metropolitana de BH. Ações pedagógicas detalhadamente planejadas para execução ao longo de todo o ano letivo de 2016 compõem o projeto “Passaporte da Virada”, idealizado pela equipe gestora da escola com o intuito de promover respostas educativas diferenciadas e adequadas ao ritmo e às necessidades dos alunos com maiores dificuldades de aprendizagem.

Passaporte da Virada planejamento pela qualidade do ensino. Foto: Divulgação/Escola

“Nosso diagnóstico aponta muitos problemas a serem superados, como reprovações, evasão, rotatividade, progressões parciais e baixo desempenho dos alunos, bem como ameaças conjunturais como a violência e as drogas. Neste sentido, o projeto não pretende a resolução imediata de todos os problemas, mas a construção de um caminho para melhoria dos resultados de forma sustentada”, comenta Ileni Gonçalves Ferreira, diretora da escola.

O “Passaporte da Virada” engloba ações interdisciplinares variadas, que descortinam trabalhos realizados durante as rotinas pedagógicas de sala de aula, eventos e apresentações coletivas capazes de envolver toda a comunidade acadêmica, espaços de interlocução entre escola e famílias, e até mesmo atividades de monitoramento, autoavaliação e aprimoramento das propostas implantadas.

“Nossa estratégia será promover de forma indireta a interdisciplinaridade entre as Ciências Exatas e os conteúdos ligados às Linguagens, facilitando a apreensão de saberes e estimulando o desenvolvimento do senso crítico e da curiosidade intelectual”, explica Ileni.

Recheiam o cronograma de atividades ações como um Projeto de Soletração, a Semana Literária, um Campeonato de Fatos Fundamentais, propostas de inclusão tecnológica, a produção de um Jornal, Gincanas do Conhecimento, tutorias, Jogos Escolares Internos, dentre outras tantas intervenções pedagógicas coletivas ou pontuais.

Passaporte da Virada engloba ações interdisciplinares variadas. Foto: Divulgação/Escola

Segundo Alfredo Ananias Avelar, gestor da Diretoria Educacional da SRE Metropolitana B, o “Passaporte da Virada” foi idealizado pela escola em um contexto de incentivo para que cada unidade de ensino estruture seus projetos de acordo com suas próprias necessidades, sem receitas preconcebidas, ou propostas centralizadas. “Exige-se apenas que a comunidade escolar seja ouvida para que se constitua uma gestão mais democrática”, ressalta o diretor.

Para Ileni Ferreira, as perspectivas são de aprofundamento da articulação curricular e das práticas colaborativas na escola. “Precisamos de uma virada, e o passaporte são ações educativas concretas. Estamos cientes de que, ao longo de todo o processo, teremos que planejar, executar, avaliar e replanejar. O caminho é árduo, mas este trabalho é fruto de uma construção grupal, tem compromissos explícitos e suas intenções são compartilhadas por todos os agentes da escola. Estamos no caminho de mudanças positivas e importantes para a qualidade da formação oferecida aos nossos jovens”,conclui

 Texto: Andreia Mendes Lemos

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 12:16

3 Comentários »

  1. A criatividade e a força de vontade caminhando juntas produzem resultados positivos que beneficiam diretamente os alunos e a família e sucessivamente a comunidade onde todos os saberes juntos trabalham para o crescimento coletivo.

    Comment by Roberto Rodrigues Aguilar — 18/02/2016 @ 15:00

  2. Parabéns a equipe gestora e a todos os outros funcionários da E.E. Professora Geralda Eugênia da Silva envolvidos no Projeto Passaporte da Virada. A Escola já é um exemplo para a sociedade de São Joaquim de Bicas de que com trabalho sério e com uma equipe empenhada pode-se mudar a história de uma comunidade escolar, como ocorreu na Geralda Eugênia, na qual trabalhei por mais de três décadas e vi muitas mudanças acontecer principalmente nos últimos anos. Não querendo menosprezar o trabalho de outras comunidades escolares,esta escola merece um olhar carinhoso da Secretaria Estadual da Educação e SRE B, por ser uma escola de referência de mudanças positivas, por ser uma escola grande que recebe os mais variados tipos de público estudantil e promove uma convivência pacífica entre esta grande diversidade de pessoas e pensamentos, gerando sempre uma belíssima harmonia entre educandos e educadores e com isto ajudando na aquisição do conhecimento acadêmico e na construção da cidadania.

    Comment by Bárbara A. de Carvalho — 18/02/2016 @ 20:22

  3. Independente da dificuldade de aprendizagem dos alunos é necessário que eles estejam sempre por dentro de temas atuais, entre eles educação financeira. Se desde cedo o jovem, a criança entende a importância de ter uma vida financeira saudável, consegue ser um adulto sem dívidas e com bons investimentos. http://www.tororadar.com.br/como-investir-na-bolsa-de-valores

    Comment by Renata Cota — 18/03/2016 @ 10:25

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades