Dicas para criar uma horta no ambiente escolar

11/04/2017

Alunos da Escola Estadual José Acácio da Silva, de Água Comprida, participam das atividades na horta escolar. Arquivo/Emater-MG

A horta pode ser um laboratório vivo para diferentes atividades didáticas. Ela é um excelente meio para potencializar o aprendizado do aluno e despertar seu interesse para a alimentação saudável, além de uma importante ferramenta para instruir sobre meio ambiente, respeito às próximas gerações e práticas no cultivo de hortaliças de modo geral. O contato com a natureza é uma experiência muito válida para crianças e adolescentes.

Ao montar uma horta na escola, professores de todas as áreas terão à disposição um laboratório, podendo trabalhar os mais variados temas. Além do aprendizado, o cultivo de hortaliças oferece várias vantagens à saúde, como variedade de alimentos saudáveis no lanche dos alunos, que terão a oportunidade de conhecer melhor os alimentos e experimentá-los na cozinha ou na merenda escolar. Ou no desenvolvimento de programas de alimentação saudável na escola pelos professores, auxiliando na promoção da saúde e na interdisciplinaridade. Desta forma, todas as áreas do conhecimento podem se beneficiar de alguma forma de uma horta na escola.

Em escolas que não possuem espaço disponível para montar uma horta, por exemplo, há a possibilidade de construí-la com garrafas pet. Sendo assim, o professor pode trabalhar o conceito de sustentabilidade e colocar o tema para discussão entre os alunos. Os estudantes discutem temas como alimentação, nutrição e ecologia que, aliados ao trato com a terra e plantas, geram situações de aprendizagem reais e diversificadas.

Construir uma horta é uma tarefa que deve ser realizada em vários passos, não é difícil, mas requer atenção, cuidado e muita paciência. Dentro da plataforma virtual da Secretaria de Estado de Educação (SEE), a Escola Interativa, está disponível o Curso de Horta e outros conteúdos que podem ser incorporados aos estudos e às aulas, além de servirem de base para conhecer mais sobre o cultivo da agricultura orgânica.

O Blog Educação selecionou algumas dicas para quem deseja cultivar uma horta nas escolas. Confira abaixo:

 

1.     Projeto da horta e local para instalação

O primeiro passo para começar uma horta na escola é fazer um projeto, para que a direção, os pais e a comunidade entendam os benefícios da iniciativa e colaborem com a aprovação e implantação do espaço. Uma boa dica é conferir o projeto Sanitaristas Mirins, do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), que dá suporte pedagógico à realização do projeto junto aos alunos de forma a reforçar o interesse pelo tema agropecuária e a facilitar a sua compreensão.

Alguns fatores precisam ser considerados para escolha da área usada para o plantio. Como acessibilidade dos alunos e professores, ter uma fonte de água próxima, ter bastante exposição solar, e, por fim, ter solo de boa qualidade.

Emater-MG oferece projetos de planejamento de plantio, com assistência técnica e acompanhamento das atividades de manutenção e colheita, além da distribuição de folhetos didáticos com orientações sobre o plantio e controle de pragas. As escolas interessadas podem fazer a solicitação pelo endereço eletrônico belo.horizonte@emater.mg.gov.br, informando o endereço, telefone de contato e o responsável pelo local.

 

2.     Preparação dos canteiros

Depois de escolhido o local, é hora de preparar a terra para o plantio. Para a adubação dos canteiros, pode-se utilizar o adubo natural, como pó de café usado, cascas e polpas de frutas, esterco, palhas e galhos, que, ao apodrecerem, formarão o adubo orgânico. É importante frisar com os alunos que alimentos processados industrialmente não podem virar adubo vegetal, por alterarem o pH do solo.

As covas para o plantio das hortaliças devem ser espaçadas e medir 20x20cm ou 30x30cm com 20cm ou 30cm de profundidade. Para melhor aproveitamento das culturas é importante saber a melhor época do ano para seu plantio.

 

3.     Hortaliças a serem cultivadas

Dê preferência a alimentos nativos da região em que a horta está inserida. Avalie também quais são as características de cada uma, bem como os cuidados necessários para a sua manutenção. É possível fazer a escolha das espécies também baseado no conteúdo a ser trabalhado com os alunos, de forma que a teoria esteja conectada com o que os estudantes estão vendo na prática.

Época de cultivo das principais hortaliças:

Reprodução: site www.fazfacil.com.br

 

 

4.     Como cuidar da horta

A horta deve ser regada duas vezes ao dia, mas lembre-se que isso varia de região para região, pela diferença de clima entre elas. O solo não pode ficar encharcado para evitar o aparecimento de fungos. A horta tem que ser mantida limpa, as ervas daninhas e outras sujeiras devem ser retiradas diariamente com a mão. A cada colheita, deve ser feita a reposição do adubo para garantir a qualidade da terra e das hortaliças.

Também é bacana aliar a horta a um trabalho de compostagem de resíduos orgânicos gerados na própria escola. Pode-se construir um minhocário e assim ensinar o ciclo completo da natureza.

 

5.     Experiências práticas na horta da escola

Abaixo listamos algumas sugestões de praticas e recurso pedagógico para serem usados durante todo o processo de plantio das hortaliças. Além disso, essas ações visam integrar a horta com o cotidiano da criança na escola e em casa.

Planejando e administrando uma horta: cada turma se responsabiliza por um canteiro da horta, com orientações dos professores sobre plantio, formação de mudas, espaçamento entre as covas, irrigação, além de colheita e conservação das hortaliças para o consumo.

Aplicando ciências e saúde: um dos conceitos mais aplicados em ciências é o da cadeia alimentar. Por isso, o professor pode utilizar esse conceito e relacionar o papel da horta como fornecimento de nutrientes do solo para as hortaliças e, posteriormente, o consumo das hortaliças fundamentais para a nutrição do ser humano.

Aplicando matemática: o período de colheita das hortaliças associado à matemática é uma experiência positiva para ensinar às crianças que a horta pode estar presente no cotidiano da escola. O professor, com a tabela presente neste manual dos períodos das colheitas e com as noções de conjunto, mostradas na matemática, ensina a criança quais as hortaliças que apresentam períodos de colheita comuns e diferentes.

Festival da colheita: a escola poderá convidar as famílias para participarem do momento simbólico da primeira colheita. As crianças serão responsáveis por apresentar o projeto, suas etapas e objetivos.  Dependendo da situação específica pode-se preparar algum prato com os produtos colhidos para que todos possam provar ou cada família leva uma pequena amostra dos produtos colhidos para sua casa.

Cozinha experimental na escola: a pesquisa de receitas de preparações de hortaliças é outra atividade feita com as crianças para estimular a adoção de hábitos alimentares e estilos de vida saudáveis. Após o dia da colheita, as crianças trazem de casa uma receita com as hortaliças colhidas neste dia. Em seguida, o professor faz um concurso na sala para escolher com as crianças a melhor receita para ser preparada e saboreada pela turma na cantina da escola.

 

Postado em: Uncategorized — Eric @ 17:24

6 Comentários »

  1. Achei muito interessante está matéria, pois isso irá ajudar muito no desenvolvimentos de novas ideias e projetos, não somente para o publico escolar mas com para toda comunidade envolvida.

    Comment by Michele Alves — 12/04/2017 @ 08:24

  2. Adorei a materia sobre a horta simples podendo ser trabalhada de forma interdisciplinar com os alunos.

    Comment by NEIFE REGINA RESENDE — 17/04/2017 @ 07:48

  3. Muito bom o projeto, é importante despertar o interesse dos alunos a terem uma alimentação saudável além de aprenderem sobre sustentabilidade.

    Comment by Maria Cleomar — 02/05/2017 @ 15:40

  4. Caros Colegas,
    É com enorme satisfação que informamos que o projeto horta está implantada na E.E. Nossa Senhora de Montserrat – Baependi/MG – 6ª SRE – Caxambu.
    Resta ainda um projeto para Sanitaristas Mirim.
    Obrigado pelo material é muito rico e elucidativo.

    Comment by Sayuki Yamaoka — 04/05/2017 @ 07:46

  5. [...] A construção de uma horta escolar é uma forma dos alunos compreenderem mais sobre como a terra fornece o alimento e a importância de cuidar do solo. A horta pode se expandir para um projeto comunitário, educar os outros e permitir que a comunidade escolar tenha a oportunidade de trabalhar junta. O Blog Educação já apresentou algumas dicas para criar uma horta no ambiente escolar, confira aqui. [...]

    Pingback by Sugestões de projetos e ações pedagógicas de educação ambiental para trabalhar nas escolas « Secretaria de Estado de Educação — 06/06/2017 @ 15:28

  6. Parabéns aos idealizadores deste projeto lindo! O século XXI é cenário da cultura da informatização e tecnologia, mas nenhum equipamento substitui o ser humano em contato com a natureza. A humanização é necessária através dpo contato com a terra, buscando nossas origens!
    Angela Maria Tavares – Escritora , Palestrante e autora da coleção OLHOS DA GRUTA.
    NATUREZA, HUMANISMO E SUSTENTABILIDADE

    Comment by ANGELA MARIA TAVARES — 09/06/2017 @ 20:46

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades