Estudantes escrevem a história do município onde moram

06/03/2012

A cidade de Juramento, no Norte de Minas, tem como historiadores alunos e professores da Escola Estadual Francisco Sá. Em 2010, cerca de 600 estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio fizeram um levantamento sobre a história da cidade, por meio de conversas com os moradores e visitas ao cartório, à prefeitura, entre outros lugares. Para este ano, o projeto ‘Historiar é Viver’ terá continuidade e os estudantes já estão se mobilizando para iniciar o trabalho de pesquisa.

Livros da primeira edição do Projeto foram doados para escolas do município e para alunos. Foto: Arquivo Escola

“No primeiro livro, abordamos a questão da fundação, aspectos políticos, econômicos, religiosos, entre outros. Na edição de 2012, vamos dar continuidade a pesquisa. Vamos aprofundar na história do município focando um pouco mais na sua fundação. O livro que já produzimos irá ser o nosso ponto de partida”, ressalta a diretora da Escola, Vera Lúcia Fernandes.

 A produção da segunda edição deve ter início na próxima semana. “Já fizemos as primeiras reuniões com os professores. Na semana que vem devemos iniciar o trabalho de pesquisa e a coleta de fotografias e de documentos. A previsão é de que o livro seja lançado no início do segundo semestre”. O objetivo do projeto é fazer com que os alunos interajam com os moradores da cidade e fazer com que eles aprendam a registrar dados e a entrevistar os moradores.

A estudante do 1º do ensino médio, Joyce Fernanda Alves Correia, revela a expectativa para o próximo livro. “Estou muito ansiosa. Com o primeiro livro aprendemos muitas coisas. Por exemplo, vimos que a cidade era muito diferente e que pouquíssimas pessoas moravam aqui. Com as fotografias, tivemos a oportunidade de observar que mesmo com o passar dos anos e mesmo alguns locais tendo passado por reformas, muitas coisas continuam iguais, como a igreja do centro e os mercados”.

Estudantes escreveram um livro a partir de conversas com moradores da cidade e pesquisas na prefeitura, igreja e outros locais da cidade. Foto: Arquivo Escola

Para ilustrar o primeiro livro, a escola fez uma campanha de doação de fotos. A publicação conta com imagens de documentos antigos e de fotos de moradores ilustres. A ideia é que a coleta de ilustrações da segunda edição aconteça da mesma maneira.

Um pouco da história de Juramento

O levantamento dos estudantes aponta o surgimento de um povoado que se formara às margens de um ribeirão afluente do Rio Verde Grande, durante a estadia do Bandeirante Fernão Dias Paes Leme, em 1º de julho de 1973, e permaneceu por dois anos na localidade devido à fertilidade de suas terras.  Após a retirada, o lugar ficou abandonado por mais de um século, quando novamente foi  habitado por sertanistas baianos.

O nome de Juramento, adotado tanto para o ribeirão como para o povoado, teria origem num pacto de fidelidade que o comandante da Bandeira exigira de seus comandados, durante uma reunião, como medida preventiva à possibilidade de uma rebelião, dada a crescente insatisfação dos Bandeirantes insuflados pelo seu próprio filho, José Dias, o qual Fernão Dias condenara ao enforcamento. O primeiro nome do povoado, entretanto, teria sido Sumidouro.

“O recorte histórico do livro é dedicado a emancipação do município em 12 de dezembro de 1953 até o ano de 2010 e desmembrado do município de Montes Claros pela lei 1039. O livro privilegia a história do município além de seus aspectos político, social, econômico, cultural, religioso, educacional e esportivo, reslata ainda figuras importantes presentes no cenário da municipalidade”, conta o professor de História, Naassom Ribeiro .

Município: Juramento/ Superintendência Regional de Ensino de Montes Claros

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 18:32

1 Comentário »

  1. Achei e acho esse projeto importantíssimo e muito interessante… como já fui aluna da E.E. Francisco Sá, na época que o livro foi escrito, aprendi muito com ele…coisas que nem imaginava, vieram à meu conhecimento através do livro e das pesquisas que fizemos, além das maravilhosas conversas que esse livro despertou em casa e com os amigos…Cada vez eu admiro mais essa escola…e todos que dela fazem parte.

    Comment by Jaqueline — 19/11/2012 @ 22:40

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades