Na ‘Casa dos Livros’ estudantes viajam no mundo da imaginação

13/03/2012

O espaço não é grande, mas permite que os alunos viagem a longas distâncias sem pagar um centavo por isso. Porém se engana quem pensa que a descrição se refere a uma biblioteca. Na Escola Estadual Coronel Francisco Gomes Campos, no município de Muriaé – Zona da Mata, o interesse pela leitura de aproximadamente 500 estudantes dos ensinos fundamental e médio é tão grande que a vontade de ler ganhou local e nome: a ‘Casa dos Livros’, que conta com acervo aproximado de três mil exemplares de livros literários. O trabalho é uma extensão do projeto ‘Embornal Mágico’ que teve início no ano de 2011.

O espaço escolhido para a ‘Casa dos Livros’ pertence à diretora, Maria das Graças Antunes, e fica em frente à escola. Ele foi adotado, porque a biblioteca ficou pequena para o gosto dos alunos. “É um espaço que tenho com quatro cômodos que resolvi ceder para a realização do projeto. Lá, os estudantes contam com vários ambientes de leitura e títulos de livros”, explica Maria das Graças Antunes.

Estudantes levam os livros para casa e leem com os pais. Foto: Arquivo Escola

Os ambientes de leitura foram criados para deixar, ainda mais aguçado, o interesse dos estudantes pela literatura. “Em um dos cômodos, os livros ficam nas prateleiras. No outro, as obras ficam em um girau, com os livros pendurados como em um cordel. Também temos uma espécie de banca, onde colocamos as revistas em uma mesinha para os alunos fazerem a leitura. Em cartazes, nós colocamos fotos de nossos alunos durantes às visitas”, comenta a diretora.

Na 'Casa dos livros', estudantes desenvolvem diferentes projetos. Foto: Arquivo Escola

O trabalho é coordenado pela professora de Língua Portuguesa, Maria Cristina Giovani Oliveira. “Não dá para levar uma turma inteira de uma só vez. Então, divido os alunos em grupos para facilitar o atendimento. Durante a semana, cada estudante pode levar para a casa uma obra literária, mas nada impedi que na sala de aula, os estudantes possam trocar informações sobre os livros que leram”, detalha a professora.

Entre os alunos envolvidos pelo hábito da leitura está a estudante Letícia Moura da Silva, de 14 anos. A aluna do 1º ano do ensino médio confessa que a criação de um espaço para o projeto só ampliou o seu interesse pelos livros. “Antes eu ia à biblioteca, pegava o livro e levava em um embornal (bolsa) para a casa. Agora faço a leitura na ‘Casa dos Livros’. Lá eu até ajudo a professora no empréstimo e organização do acervo”, comenta a estudante.

Com um acervo tão grande, a ‘Casa dos Livros’ também consegue atender aos mais variados gostos de Tiago Ribeiro de Oliveira, de 16 anos.  “Já li muita coisa, de ‘Harry Potter’ ao ‘O Código da Vinci’. No momento estou no terceiro livro da coleção do ‘Percy Jackson’. Os dois primeiros da coleção eu li em dois dias”, se empolga o estudante do 3º ano do ensino médio.

A empolgação pelos livros já tomou conta dos alunos da escola, mas das famílias também. “Estamos sendo muito cobrados pelos estudantes. Temos filas de espera para determinados títulos, mas é um projeto empolgante, só de escutar eles comentando que a mãe e o pai, também estão lendo”, conta.

Este é o caso Taciana Silva Nascimento, de 13 anos. “Achei o espaço muito organizado. Fui lá para pegar um livro da coleção ‘O diário de um banana’, que conta a história de um garoto doido para ser adulto, mas quando consegue, ele passa a ter muitas responsabilidades. Acho a história legal, pois faz a gente refletir que devemos viver cada fase de nossa vida em um momento. Não adianta querer apressar as coisas”, explica a aluna que procura comentar a história com os familiares também. “Geralmente converso com minha família sobre as histórias que leio e eles gostam, porque sabem que o meu gosto pela leitura é saudável”, completa.

Acervo

Para se chegar ao acervo de três mil títulos literários, a escola realiza parceria com empresas da região. Outras fontes de materiais são as gincanas promovidas pela instituição. Hoje, o acervo reúne títulos voltados à literatura infantil e ao universo juvenil.

Acervo da 'Casa dos livros' possui cerca de três mil títulos literários. Foto: Arquivo Escola

Embornal Mágico

Antes dos projetos voltados à leitura contarem com um espaço físico, a escola realizava o ‘Embornal Mágico’. A ação consiste em estimular a leitura e a socialização da mesma com a família. Os embornais são bolsas utilizadas para o transporte de livros que os estudantes levam para a casa. Essas bolsas são caracterizadas de acordo com a faixa etária dos estudantes. Para os alunos dos anos iniciais do ensino fundamental é possível perceber ilustrações de personagens de histórias infantis nas ‘bolsas’ que levam para a casa. Já para os maiores, as bolsas tiveram a ilustração feita pelos próprios estudantes.

Município: Muriaé/ Superintendência Regional de Ensino de Muriaé

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 18:40

5 Comentários »

  1. Esta comprovado. Não é só parede que faz educação.Vimos esta escola depredada em 28/10/11 por imensa tempestade com pequeno ciclone, mais destruições durante as cheias com grande inundações. Esta escola ja se destacando com projetos! Parabéns pela grande força de vontade e trabalho desta equipe.

    Comment by maria do carmo santos — 14/03/2012 @ 16:26

  2. A equipe desta escola é muito especial!!!Corajosa,determinada e muuuuito comprometida com a aprendizagem.Em especial com a linguagem oral e escrita.Para isso, nada melhor do que desenvolver o interesse pela leitura,não é mesmo?Parabéns a todos da equipe.

    Comment by Ester dos Reis — 14/03/2012 @ 16:34

  3. A terra de natal de José de Alencar não é mais somente a terra natal de José de Alencar! É a terra da “casa dos livros”!Tenho muito orgulho de nossos alunos que saem de madrugada , enfrentam tempestades, lama e buracos nas estradas.Trabalham na roça ajudando seus pais ou nos currais tirando leite.Acredito na literatura como um dos poucos caminhos que despertam para a busca dos demais conhecimentos pois é um caminho que é percorrido com prazer e permite aos nossos alunos viajar além de seus limites.Parabéns aos alunos da escola de Itamuri!

    Comment by Cristina Giovani — 14/03/2012 @ 20:54

  4. Vejo a empolgação e seriedade com que os organizadores do projeto, bem como os alunos, encaram o projeto. Ao ler os alunos transportam para um outro patamar suas perspectivas de vida. Esquecem dos sofrimentos que os assolam no dia-a-dia em uma comunidade carente, mas que merece todo nosso carinho.

    Parabéns por proporcionar aos alunos a possibilidade de sonhar por dias melhores!!!

    Comment by Vitória Schettini — 15/03/2012 @ 15:37

  5. È realmente maravilhoso!!!Um lugar mágico,um verdadeiro passaporte para o mundo da imaginaçao e sonhos!
    Parabéns a essa escola querida que apesar de tudo e de todos os obstáculos presentes,vem saltando-os e sempre chegando ao pódio com medalha de ouro!

    Comment by viviane — 01/04/2012 @ 22:16

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades