Primeira escola estadual de Minas completa 158 anos

16/03/2012

A primeira escola estadual de Minas Gerais está em festa. A Escola Estadual Governador Milton Campos, mais conhecida como Estadual Central, completa neste sábado (17-03) 158 anos. Para marcar a data a escola irá realizar um ato comemorativo, que segundo o diretor, Jefferson Lopes Gonçalves Pimenta, será o momento para relembrar um pouco da história do colégio e apresentar as novidades. “Vamos fazer uma solenidade simples no auditório e vamos falar um pouco da história da escola e do que está sendo feito, como a nova estrutura administrativa, os novos equipamentos e a nova logomarca”. Além dos atuais alunos, professores e funcionários, também participarão do evento ex-alunos e ex-professores da escola.

O estudante Mailson Freitas da Fonseca começou a estudar na escola este ano, segundo ele a participação no evento ajudará a conhecer mais a escola. “Estou entrando este ano. Ao participar do evento vou conhecer mais a escola onde vou concluir o ensino médio”, conta o aluno do 1º ano do ensino médio.

Escola Estadual Governador Milton Campos completa 158 anos. Foto: Hudson Menezes

A escola começou suas atividades no município de Ouro Preto no ano de 1854, passou a funcionar em Belo Horizonte com a transferência da capital mineira, em 1897. Após alguns endereços, a escola atende atualmente no bairro Lourdes. Os dois prédios do colégio são separados apenas por uma rua, a Antônio de Albuquerque. Uma das unidades é obra do arquiteto Oscar Niemeyer e foi inaugurada em 1956.

Com tantos anos de história, possui em seu cadastro de alunos nomes conhecidos nacionalmente, como o ex-presidente Getúlio Vargas e a atual presidente, Dilma Rousseff. Fora da política, nomes como o do sociólogo Herbert de Souza (Betinho), o da escritora Sandra Beatriz Alvarenga e o ator José Mayer completam a lista.

Primeira escola estadual do Estado tem hoje mais de três mil alunos. Foto: Hudson Menezes

Livro sobre a história da escola

O jornalista e ex-aluno da Escola Estadual Governador Milton Campos, Renato Moraes, está escrevendo um livro sobre o Estadual Central.  A publicação fará parte da coleção ‘BH. A cidade de cada um’. Segundo ele, o livro será composto de história e memória. “Estou gravando depoimentos de ex-alunos e professores. Irei fazer uma relação entre a memória e a história”.

O jornalista descreve os anos que passou na escola, como os melhores de sua vida. “Foram os melhores anos da nossa vida. A escola oferecia uma pluralidade e diversidade de opinião. Na época estudava na escola desde a filha do governador até a filha de um operário e a convivência era absolutamente fraternal. Renato Moraes estudou no Estadual Central entre os anos de 1962 a 1969.

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 18:21

Nenhum Comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades