Estudantes retomam projeto de reflorestamento das nascentes do município de Dom Viçoso

22/03/2012

Preocupados com o esgotamento dos lençóis subterrâneos de água do município de Dom Viçoso, no Sul de Minas, os alunos da Escola Estadual Cônego José Divino vão retomar este ano um projeto de preservação que envolve praticamente todos os três mil habitantes da cidade. O projeto ‘Reflorestamento da Sub-Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Rosário’ (Rebhir) mobiliza os alunos da escola para distribuir mudas que deverão ser plantadas às beiras das nascentes da cidade. Criado em 1999, o projeto não ocorreu nos dois últimos anos, mas em 2012 os jovens voltaram a se mobilizar em nome do meio-ambiente.

Os quase 400 estudantes da escola estão empenhados na coleta de sementes de plantas típicas da região. Os alunos constroem canteiros onde cultivam as plantas e distribuem as mudas para a comunidade. “Os moradores pediram para retomarmos o Rebhir e já estamos no processo de coleta das sementes. Pretendemos começar o plantio ainda este mês e a distribuição das mudas em junho”, ressalta a coordenadora do projeto, Márcia Cristina da Silva. Os canteiros são montados em espaços cedidos por moradores da cidade.

Estudantes distribuem mudas para serem plantadas às beiras das nascentes da cidade. Foto: Arquivo Escola

O projeto foi criado para tentar solucionar um problema observado pelos próprios alunos. Em 1999, os estudantes do ensino médio fizeram um levantamento para identificar as necessidades da comunidade. Eles verificaram que na época da seca o fluxo de água das nascentes diminuía e o reservatório esvaziava. “Com a diminuição do fluxo, a água não tinha força para subir para a parte alta da cidade e alguns moradores ficavam sem abastecimento”, explica a diretora da escola, Fátima Lúcia de Souza Nascimento, idealizadora do projeto.

Segundo a coordenadora, o trabalho de proteção das nascentes ajudou a minimizar o problema. “O problema ainda existe, mas diminuiu. Trabalhamos o reflorestamento para que as nascentes não fiquem desprotegidas, pois as plantas evitam o desbarrancamento, entre outras coisas”. Durante os anos em que o projeto funcionou, a escola distribuiu cerca de 14 mil mudas entre os moradores da cidade.

Canteiro é montado com sementes típicas da região. Foto: Arquivo Escola

 Vigilantes do Verde

Para garantir que as mudas sejam plantadas nas nascentes do município a escola conta com os ‘Vigilantes do Verde’. Os vigilantes são um grupo de 15 alunos que ficam responsáveis por acompanhar o plantio das árvores, ajudar na formação dos canteiros e na distribuição das mudas.

Para integrar os ‘Vigilantes do verde’, os estudantes passam por uma prova. “A cada dois anos os alunos fazem uma prova de seleção. É uma avaliação de conhecimentos gerais do projeto”, afirma Márcia Cristina.

A atual presidente dos ‘Vigilantes do Verde’ e aluna do 1º ano do ensino médio, Jéssica Alana Cardoso, ressalta a importância do projeto.  “É um projeto que se preocupa com a cidade e tem o objetivo de preservar e mostrar para os moradores a importância de se preservar as nascentes. Este ano pretendemos desenvolver ações que ampliem o projeto”.

Projeto é desenvolvido na escola desde 1999. Foto: Arquivo Escola

Dia Mundial da Água

Outra ação que já está sendo desenvolvida na escola para comemorar o Dia Mundial da Água, que acontece no dia 22 de março, é um teatro que tem como tema a preservação. “Os Vigilantes do verde estão preparando uma apresentação de teatro de bonecos para as crianças. A apresentação irá falar sobre a importância da preservação”, conclui Márcia.

Matérias relacionadas (clique e leia):

Preservação se aprende na escola

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 13:37

4 Comentários »

  1. Parabéns a toda a Escola,pela iniciativa dos alunos, da coordenadora do Projeto o que certamente, é o que vem fazendo a diferença em relação às questões ambientais. Esses alunos são os verdadeiros protagonistas e pró-ativos o que vem corroborar claramente que houve mudança de comportamento e atitude em prol da preservação ambiental no município de Dom Viçoso. Pretendo divulgar esse projeto para os Conselheiros do Conselho Estadual de Recursos Hídricos.
    Inês Tourino Teixeira
    Gerente de Projeto de Educação Ambiental
    Diretoria de Temáticas Especiais/SEE-MG

    Comment by Inês Tourino Teixeira — 26/03/2012 @ 14:23

  2. Estão de parabéns. Belo exemplo que deveria ser seguido por outras instituições de ensino. “Educai as crianças que não serão necessários castigar os homens”.

    Comment by Fernando Eliziáro dos Santos — 27/03/2012 @ 08:45

  3. Parabéns a toda escola pela preocupação com a mãe natureza!

    Comment by Ana Aparecida de Souza Silva — 28/03/2012 @ 14:49

  4. “O homem serve à terra ou a terra serve ao homem?”
    Precisamos ter leis mais severas… se o homem corta uma árvore deve plantar e cuidar de pelo menos 100…
    Vcs estão de parabéns!!

    Comment by Mauricio Guedes — 17/04/2012 @ 20:45

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades