Oficinas de percussão da Escola Estadual Pandiá Calógeras homenageiam Luiz Gonzaga

19/04/2012

Foi dentro dos muros da Escola Estadual Pandiá Calógeras, em Belo Horizonte, que Mateus Henrique Alves Ferreira Rocha Marra, de 13 anos, teve seu primeiro contato com instrumentos de percussão. “O que eu mais gostei foi o surdo. É o primeiro contato que eu tenho com  esses  instrumentos e estou gostando bastante”, ressalta. Ele está entre os alunos da escola que participam das oficinas de percussão do projeto ‘Eu faço cultura 2012’. As oficinas acontecem entre os dias 19 e 20 de abril.

Nesta quinta-feira, os estudantes do 8º e 9º ano participaram de oficinas de percussão que homenagem Luiz Gonzaga . Já na sexta-feira, os alunos do 6º ano irão participar de oficinas de musicalização que irão abordar diferentes ritmos brasileiros. “Pretendemos instigar a curiosidade dos alunos e mostrar um pouco da música instrumental para que eles possam conhecer e ter interesse para esse tipo de música”, ressalta o produtor do projeto, Diego Barbosa.

Estudantes aprenderam a tocar diferentes instrumentos de percussão. Foto: Arquivo Escola

Segundo a diretora da escola, Marta Eliana Azevedo Campos, a escola foi convidada a participar do projeto. “Eles fizeram o convite e nós aceitamos. É a primeira vez que o projeto ‘Eu faço cultura’ é realizado em Belo Horizonte. Os alunos estão muito animados com as oficinas”.

Após as oficinas, serão escolhidos 10 alunos que irão tocar uma música no show do Lulu Santos, que será realizado no sábado (21-04), no Chevrolet Hall. Para o aluno do 9º ano do ensino fundamental, Mateus Henrique Alves Ferreira Rocha Marra, caso ele seja escolhido, será uma grande oportunidade. “Quero muito ser escolhido. Vai ser uma grande oportunidade tocar como uma pessoa como o Lulu Santos”.

Projeto irá selecionar os dez melhores alunos para tocar com Lulu Santos. Foto: Arquivo Escola

O ‘Eu faço cultura’ é financiado com recursos do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF). A iniciativa teve início em 2007 e este ano irá percorrer mais de 25 cidades brasileiras. Em seu sexto ano de realização o projeto está levando oficinas gratuitas de música a diferentes entidades com vistas à inclusão social. Segundo o produtor do projeto, Diego Barbosa, o objetivo da iniciativa é despertar nos estudante o gosto pela música. “O objetivo é estimular nos estudantes o desejo pela música brasileira e resgatar a cultura dos vários estados através da música”.

Município: Belo Horizonte/ Superintendência Regional de Ensino Metropolitana A

Postado em: Uncategorized — geaninenogueira @ 21:15

Nenhum Comentário »

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades