Orquestra Sinfônica estimula estudantes da E.E. Padre João Botelho

20/10/2009

Uma “aula” diferente é oferecida aos alunos da Escola Estadual Padre João Botelho, em Belo Horizonte. No projeto Música na Escola, desenvolvido pelo núcleo pedagógico da instituição, em  parceria feita com a empresa V&M do Brasil,os alunos têm a oportunidade de aprender a tocar instrumentos não tão comuns como violino, violoncelo, contrabaixo e flauta doce ou transversal. 

O interesse dos estudantes no projeto é tanto que existe até lista de espera. Para participar, eles passam por um teste de seleção, que acontece só no início do ano e é aplicado pelo maestro Rogério Vieira e pela curadora Cecília Barreto. Além do desejo de aprender a tocar um instrumento, o futuro candidato passa por um teste de aptidão. E alguns alunos revelam uma grande força de vontade para participar do projeto. É o caso de Stéfani Hellen Martins da Rocha, 9 anos, aluna do 3º ano do Ensino Fundamental. O seu desejo de aprender a tocar flauta doce era tão grande que ela praticava pelos cantos da escola, sozinha. Na quarta tentativa, foi aprovada no teste de seleção para a orquestra, e agora ela pode realizar o sonho de aprender a tocar flauta ‘profissionalmente’. O encanto pela música foi tamanho que Stéfani já quer aprender a tocar outro instrumento musical. “Realizei um sonho. Agora quero aprender a tocar violino”, diz a estudante.

Josué e Stéfani realizam o sonho de tocar em uma orquestra sinfônica

Josué e Stéfani realizam o sonho de tocar em uma orquestra sinfônica

Os ensaios acontecem na própria escola, nos horários em que os alunos não têm aulas.  e um termo de compromisso para uso do instrumento é assinado por eles e seus pais, criando assim uma responsabilidade maior. 

Além da prática com os instrumentos, os estudantes aprendem teoria musical, o que proporciona uma bagagem aprofundada sobre o assunto. “A aula de teoria musical é essencial para os alunos. Se o aluno não sabe a teoria, ele não toca o instrumento adequadamente. Ela é como a alfabetização de qualquer outra matéria. Nessas aulas os alunos aprendem como as pessoas ouvem a música e como eles transmitem o que aprenderam”, afirma o maestro.

O projeto existe há três anos. “Os alunos do curso percebem, com o projeto, que estão fazendo diferença na comunidade”, afirma a diretora da escola, Eliani de Oliveira. Além disso, a autoestima dos participantes é trabalhada. “Em dia de apresentação, os alunos chegam todos aqui arrumados. Eles se sentem importantes perante a sociedade em geral, devido ao reconhecimento que têm”, destacou. O projeto Música na Escola teve início e se estruturou a partir da participação da escola no programa Escola Viva, Comunidade Ativa, da Secretaria Estadual de Educação.

A instituição enfrentou diversos problemas ao longo de sua trajetória, mas isso mudou com o projeto. Além de conseguir diminuir a violência e o vandalismo no seu entorno, a escola passou a ser considerada uma escola-vitrine. “Participamos de encontros em que expomos o que fazemos aqui. Já estivemos em um programa de TV e também saiu uma reportagem sobre a escola em uma grande revista nacional”, afirma a diretora.

Estudantes que integram a orquestra sinfônica da Escola Estadual Padre João Botelho

Estudantes que integram a orquestra sinfônica da Escola Estadual Padre João Botelho

Em sua construção pedagógica, a escola baseia-se nos quatro pilares da educação no século XXI promulgados pela Unesco, que são aprender a fazer, aprender a ser, aprender a conviver e aprender a aprender. Todos são necessários para atingir o objetivo almejado, que é melhorar o convívio social, aumentar o conhecimento, compreender o conhecimento adquirido, garantir a melhoria das relações sociais e ensinar os alunos a aplicar, na vida pessoal e profissional, o que foi ensinado pela escola. 

O interesse pela música refletiu-se também no comportamento dos alunos. Além da melhora no desempenho escolar e na concentração, os estudantes estão pensando no futuro. Quando se formarem no Ensino Médio, muitos poderão se interessar por uma profissão ligada à música, como é o caso do estudante do 7º ano, Josué Siqueira. “Tenho vontade em ser spalla (responsável pela afinação da orquestra antes da entrada do maestro e pelos solos) da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais” afirma o estudante. Josué sentiu os efeitos de participar do projeto escolar no dia a dia: “A gente ficou mais conhecido na escola e mais respeitado pelos colegas”, disse empolgado.

Se depender do talento e desejo desses alunos e professores, a Orquestra Sinfônica da escola fará  sucesso em todo o país.

Postado em: Uncategorized — admin @ 09:12

Escola Estadual de Uberaba comemora 100 anos e prepara selo comemorativo

19/10/2009

O mês de outubro marcou uma data muito especial para a Escola Estadual Brasil, de Uberaba: a comemoração do seu centenário. Fundada com o nome de Grupo Escolar de Uberaba, em 3 de outubro de 1909, a escola foi o primeiro grupo da cidade. Em comemoração ao aniversário não faltaram homenagens. A maior delas, contudo, ainda está por vir. Será lançado, até o fim do ano, um selo comemorativo com o desenho da escola para celebrar a data. “A arte do selo já está pronta, estamos só aguardando a aprovação da Assembleia, mas logo nosso selo estará pronto”, explica a diretora, Marilda Alves Timóteo de Carvalho.

Frente da escola, tombada como patrimônio do município

Frente da escola, tombada como patrimônio do município

Quando fundado, o então Grupo Escolar Uberaba tinha 600 alunos, distribuídos em 11 classes. Atualmente, a Escola Estadual Brasil recebe 864 alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. E todos prestaram sua homenagem à escola. Cada uma das turmas fez um livro de poesias, redações ou desenhos contando a história da instituição. No total, foram produzidos 30 livros, que foram distribuídos aos pais e renderam versos como os de Mário José, do 4º ano:

 
Minha escola querida
Te aplaudo com todo coração
Pois me sinto feliz
Por pisar em seu chão
Tu completas mais uma primavera
Que bom poder compartilhar

 

Estudantes leem trabalhos que fizeram em homenagem ao centenário da escola

Estudantes leem trabalhos que fizeram em homenagem ao centenário da escola

 
Presentear a escola não foi privilégio exclusivo dos atuais estudantes. A ex-aluna Arahilda Gomes Alves deu uma grande contribuição para o centenário. Professora de música e poeta, Arahilda compôs um hino que exalta os cem anos de história da instituição. O hino foi gravado pela funcionária Cleide Fernandes e será distribuído em sala para que os estudantes das próximas gerações o tenham na ponta da língua. “O CD é importante para que os meninos aprendam a cantar o hino. Na solenidade eles já cantaram bonitinho. Também vou oferecer à escola o hino em uma placa”, diz Arahilda. A compositora não revela a idade, mas conta que a ligação com a escola vem de longa data. Tirou o diploma do então 4º ano primário em 1943 e ficou lisonjeada de prestar essa homenagem à sua antiga escola. “Eu sempre tive muita facilidade para escrever, e as lembranças da escola estão muito bem guardadas dentro do coração”, completa Adahilda. 

Banda da Polícia Militar toca para os alunos nas comemorações do centenário

Banda da Polícia Militar toca para os alunos nas comemorações do centenário

Vários momentos marcaram os festejos do centenário. Além do hino e do livro de poesias, antigos diretores também foram homenageados. Uma missa foi celebrada para homenagear a escola pelos 100 anos, e dois historiadores fizeram um seminário sobre a história da instituição para os estudantes. Segundo Marilda Alves Timóteo de Carvalho, a intenção agora é continuar com o bom trabalho e garantir outros vários anos para a Escola Estadual Brasil. “É muita responsabilidade ser diretora de uma escola com tanta história, que já teve alunos ilustres. Estamos trabalhando para manter a escola sempre em alto nível”, afirmou.

Postado em: Uncategorized — admin @ 09:00

Unimontes abre inscrições para vestibular 1º/2010

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) está com inscrições abertas até o dia 10 de novembro de 2009 para o vestibular 1º/2010. Os interessados nas 935 vagas, de 42 cursos de graduação, devem se inscrever somente pela internet, no site www.cotec.unimontes.br. O valor da taxa é de R$ 100,00. Já para os candidatos a vagas em dois cursos, o valor é de R$ 190,00. Porém, caso aprovado nos dois cursos, o candidato terá que optar por um deles. Na sede da Comissão Técnica de Concursos (Cotec), serão disponibilizados computadores com internet para a realização das inscrições. O endereço é: Praça Rui Soares Olímpio, no Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, de 8 às 18 horas.

De acordo com a Lei Estadual 15.529/2004, a universidade adota o sistema de reservas de vagas para alunos carentes: 20% serão destinadas aos alunos vindos de escolas públicas e 20% para afrodescententes. Além disso, 5% das vagas serão destinadas aos portadores de deficiência ou indígenas. Os interessados em concorrer pelo sistema de reserva de vagas devem fazer uma pré-inscrição, pela internet, entre os dias 13 e 23 de outubro.

O vestibular Unimontes 1º/2010 acontece no dia 13 de dezembro. As provas serão aplicadas nas cidades de Almenara, Belo Horizonte, Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Janaúba, Januária, Montes Claros, Paracatu, Pirapora, Salinas, São Francisco e Unaí. Mais informações pelo site: www.unimontes.br ou pelo telefone: (38) 3229-8080.

Postado em: Uncategorized — admin @ 05:54

Estudantes podem conferir exposição sobre astronomia na UFMG

18/10/2009

Os alunos dos Ensinos Fundamental e Médio de Belo Horizonte e Região Metropolitana poderão conferir, entre os dias 19 e 24 de outubro, a exposição “Do Extremamente Pequeno ao Extremamente Grande”. A atividade, realizada no Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG, discute os mistérios da Astronomia, a mais antiga das ciências. O evento é desenvolvido pelo Grupo de Astronomia da UFMG e acontece na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. 

Meteorito encontrado em Bocaiúvas (MG) será um dos atrativos da exposição

Meteorito encontrado em Bocaiúvas (MG) será um dos atrativos da exposição

Segundo Aba Persiano, professor do Departamento de Física do Instituto de Ciências Exatas da UFMG, o objetivo é dar aos visitantes a oportunidade de conhecer o universo e os corpos celestes, contribuindo para ampliar o conhecimento na área da Física. Em seis estandes, a exposição vai mostrar que tudo no universo começa a partir do que é extremamente pequeno: os átomos. “Teremos um meteorito encontrado na cidade de Bocaiúva-MG. Um fragmento dele vai ser colocado no microscópio eletrônico para que possamos captar suas ondas eletromagnéticas”, explica Aba Persiano. As escolas cadastradas ficam isentas do pagamento da taxa de entrada. As atividades estão abertas a todos os interessados em Astronomia.

O Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG fica na Rua Gustavo da Silveira, 1035, Santa Inês, Belo Horizonte-MG. Os horários das visitas são: de terça a sexta (das 9 às 12 horas e das 13 às 16 horas) e aos sábados e domingos (das 10 às 17 horas). As escolas interessadas em agendar visita devem fazer contato pelos telefones: (31) 3324-8688 ou (31) 3344-8688.

Postado em: Uncategorized — admin @ 17:01

UEMG antecipa data do vestibular 2010

A Universidade do Estado de Minas Gerais antecipou a data de realização do Vestibular 1º/2010 para o dia 28 de novembro de 2009. A mudança é em função da nova data anunciada para as provas do Enem, que serão realizadas nos dias 5 e 6 de dezembro. Os candidatos poderão imprimir o comprovante de inscrição a partir do dia 17 de novembro. No documento será indicado o local de realização das provas. Outras informações pelo site UEMG.

Postado em: Uncategorized — admin @ 13:59

Evento no metrô de BH aborda a ciência no cotidiano das pessoas

17/10/2009

A estação de metrô do Vilarinho, em Belo Horizonte, vai se tornar uma estação do conhecimento entre os dias 19 e 23 de outubro. O local vai abrigar o projeto “Esse Trem Chamado Ciência”, desenvolvido pelo Centro de Difusão da Ciência (CDC) da UFMG, em parceria com a Fundação de Pesquisa Oswaldo Cruz (Fiocruz-MG) e a PUC Minas. O objetivo é divulgar a ciência e apontar a sua aplicabilidade no dia a dia das pessoas. O evento é gratuito e aberto a todos os interessados. Segundo a coordenadora do projeto, a professora Tânia Margarida Lima Costa, os estudantes são o público mais esperado. “É fundamental que essa turma jovem já comece a observar com mais detalhes o que acontece no cotidiano. Temos que despertar esse interesse pela ciência sem ser uma coisa obrigatória”, explica.

 

Estudantes da UFMG e PUC vão responder perguntas sobre ciências

Estudantes da UFMG e PUC vão responder perguntas sobre ciências

Na estação será montado um trem simulado, com sete vagões temáticos que vão abordar o tema “Ciência no Cotidiano”. Os visitantes poderão conhecer, por exemplo, o vagão “Ciência no Salão de Beleza”, no qual poderão observar, pelo microscópio, a estrutura do cabelo, da pele e das unhas. Os estudantes ainda terão a oportunidade de brincar com jogos científicos e de conhecer um álbum de figurinhas de cientistas famosos, tanto mineiros como estrangeiros. Estudantes da UFMG e PUC também vão “encarnar” cientistas como Charles Darwin e Peter Lund para responder a perguntas científicas. “Eles vão ficar andando nas estações para discutir algumas perguntas do cotidiano – por que as folhas são verdes ou por que a bolha de sabão é uma esfera perfeita são algumas dessas perguntas”, complementa Tânia.

 O projeto faz parte da VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Governo Federal, e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. A participação é gratuita, e as escolas interessadas podem agendar visitas ou obter outras informações pelo e-mail eventos@proex.ufmg.br ou pelos telefones (31) 3409-4427/28.

Postado em: Uncategorized — admin @ 16:52

II Mostra dos Conservatórios Estaduais começa no próximo dia 18

A herança musical de Minas Gerais terá um palco e tanto para fazer ecoar suas notas neste mês de outubro. Estudantes, professores e profissionais da música se reúnem em Varginha, entre os dias 18 e 24 de outubro, para a II Mostra dos Conservatórios Estaduais de Música, promovida pela Secretaria de Estado de Educação. As tradições musicais mineiras serão o tema da reunião, que terá a participação de representantes dos 12 conservatórios estaduais. A música de igreja, dos saraus, as serestas, serenatas, bandas de música, entre outras atrações, estão na programação do evento.

Orquestra de Câmara do conservatório de Pouso Alegre

Orquestra de Câmara do conservatório de Pouso Alegre

A II Mostra, contudo, vai além das apresentações musicais. Na programação do evento, destacam-se também as atividades pedagógicas e educativas. Cursos, oficinas e palestras vão abordar temas como a história da música mineira, propostas didáticas na educação musical e intervenções de arte-educação em escolas públicas.

Outra atração da Mostra terá lugar na estação ferroviária de Varginha. Patrimônio histórico do município, o local vai sediar o Bazar Literomusical. Iniciativa da Fundação Cultural de Varginha, o Bazar terá cinco áreas de exposição: Instrumentos Musicais; Equipamentos, Peças e Acessórios; Literário; Gravações e Figurinos e Adereços. A ideia é de que se exponha desde discos de vinil antigos e equipamentos como gramofones e vitrolas, até partituras e figurinos utilizados em concertos e recitais. O intuito é de expor os objetos, além de possibilitar a troca e venda.

Grupo de choro do conservatório de Uberaba

Grupo de choro do conservatório de Uberaba

A programação do evento está disponível no site da Secretaria de Estado de Educação. Todos os eventos oferecidos na programação da II Mostra dos Conservatórios Estaduais de Música são gratuitos. Para os cursos e palestras, os interessados podem se inscrever em uma ou mais atividades. Basta preencher o formulário disponível no site da SEE (www.educacao.mg.gov.br) e, posteriormente, enviá-lo para o e-mail nte10.varginha@educacao.mg.gov.br.  Para conferir a matéria completa clique aqui.

Postado em: Uncategorized — admin @ 12:00

Escolas parceiras são homenageadas pelo Hemominas em Juiz de Fora

16/10/2009

Uma parceria entre educação e saúde está colhendo bons frutos e incentivando ações de cidadania. E uma dessas iniciativas acaba de ser publicamente reconhecida: 18 alunos, representantes de treze escolas estaduais, foram diplomados pelo trabalho realizado com o Hemocentro Regional de Juiz de Fora nos anos de 2008 e 2009. Os estudantes participaram de visitas ao Hemocentro e palestras de conscientização nas escolas sobre a importância de doar sangue. O envolvimento de crianças e jovens nos trabalhos de conscientização sobre a importância de doar sangue existe há 18 anos e faz parte do Programa Doador do Futuro. “A Fundação Hemominas quer levar o tema doação de sangue para as salas de aula. Os estudantes são mais abertos à conversa. A ideia é prepará-los para serem doadores no futuro”, explica Ana Eliza Alvim, responsável pelo Setor de Captação de Doadores. 

Estudantes são diplomados pela parceria com o Hemominas de Juiz de Fora

Estudantes são diplomados pela parceria com o Hemominas de Juiz de Fora

Juliane Rezende, estudante do Ensino Médio da Escola Estadual Deputado Oliveira Souza, em Bicas-MG, foi uma das representantes da escola na homenagem feita pelo Hemominas. Em sua escola, o tema doação de sangue foi discutido em uma Feira Cultural. “A nossa pesquisa para essa Feira durou aproximadamente um mês e meio. Um dos temas abordados no evento foi o da participação que dá sentido à vida. Então, nós escolhemos falar da doação de sangue. Muitos alunos sabiam da importância de doar, mas não sabiam como fazer”, conta a aluna. 

Vitória Lúcia de Paula Rebouças é professora de Juliane Rezende. Para a professora, o trabalho de conscientização estimulou os estudantes da escola a serem doadores no futuro. “Os alunos estão muito empolgados com essa ideia, mesmo sabendo que, pela idade, ainda não podem doar”, explica. Além da Feira Cultural, a escola também convidou uma médica da cidade para falar sobre a importância da doação de sangue. 

 

A Escola Estadual Governador Juscelino Kubitschek, em Juiz de Fora, também teve uma representante na solenidade. A aluna Débora Ventura, do 2º ano do Ensino Médio, recebeu o diploma e o troféu do Hemominas. “Na escola, foi organizada uma Gincana. Uma das tarefas das equipes era a de encontrar doadores para o Hemocentro da cidade”, comenta a estudante. Na escola, os alunos também assistiram a DVDs que orientavam sobre o assunto.

A homenagem às escolas parceiras aconteceu no auditório do Hemocentro de Juiz de Fora, no dia 14 de outubro. As escolas interessadas em participar do Programa Doador do Futuro devem entrar em contato com a Captação de Doadores pelo e-mail jf.captacao@hemominas.mg.gov.br, ou pelo telefone: (32) 3257-3113.

Postado em: Uncategorized — admin @ 17:19

CEFET – MG antecipa data do vestibular 1º/2010 e não utiliza nota do Enem

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET – MG) definiu novas datas para a realização do Vestibular 1º/2010 para os Cursos Superiores em Belo Horizonte, Araxá, Divinópolis, Timóteo e Leopoldina. Os exames acontecem nos dias 21 e 22 de novembro de 2009. Os locais das provas estarão disponíveis no site da copeve (www.copeve.cefetmg.br) a partir do dia 04 de novembro. O motivo da mudança de data é que as provas coincidiriam com as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), dias 05 e 06 de dezembro.

O CEFET – MG também definiu que não vai mais utilizar a nota do Enem no processo seletivo. Como o resultado do exame que avalia os alunos do Ensino Médio não vai sair até o dia 08 de dezembro, conforme previsto em edital, o vestibular da instituição vai considerar apenas a soma das notas das provas objetivas e de redação do CEFET – MG.

Além disso, fica mantida a data para a realização do vestibular dos Cursos Técnicos, que será no dia 13 de dezembro. As inscrições para processo seletivo dos Cursos Técnicos e Superiores podem ser feitas até o dia 23 de outubro. O valor da taxa é de R$ 80,00 para o Ensino Superior e R$ 40,00 para o Ensino Técnico. Outras informações pelo telefone: (31) 3319-7171.

Postado em: Uncategorized — admin @ 07:30

Inscrições ao processo seletivo do Senai-MG terminam dia 16

15/10/2009

Esta sexta-feira, 16/10, é o último dia das inscrições para o Processo Seletivo Unificado do Senai-MG. A instituição oferece 13.346 vagas para cursos profissionalizantes gratuitos de aprendizagem industrial e cursos técnicos em diversas áreas. As mensalidades variam entre R$150,00 e R$280,00. Os cursos profissionalizantes, 74 no total, são destinados a candidatos que já concluíram o Ensino Fundamental com idade mínima de 16 anos. Para se inscrever em algum dos 43 cursos técnicos, os interessados devem ser egressos do Ensino Médio ou matriculados na EJA – Educação de Jovens e Adultos (Nível Médio).

As inscrições podem ser feitas nas unidades do Senai-MG onde o curso pleiteado pelo candidato será oferecido. Os candidatos aos cursos de Aprendizagem Industrial devem levar um quilo de alimento não perecível, exceto sal e fubá, para efetuar a inscrição. Já os interessados nos cursos técnicos devem pagar a taxa de R$15,00. O edital está disponível no site do Senai-MG . Outras informações pelo telefone (31) 3263-4335.

Postado em: Uncategorized — admin @ 16:43

SEE|
Rod. Pref. Amrico Gianetti, s/n - B.: Serra Verde - BH/MG - Prdio Minas /11 Andar - CEP 31630-900 - Tel.: (31) 3916-7000
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades